Dúvidas

Crédito consignado (também chamado de empréstimo consignado) é um empréstimo com pagamento indireto, cujo o juros é deduzido diretamente da folha de pagamento da pessoa física (servidor público ou aposentado do INSS).

A margem consignável depende do percentual que cada orgão determina em resolução ou decreto.Exemplo INSS é 30% do rendimento. Sendo que a maioria dos orgãos averbadores como Marinha, Exército, Aeronáutica, Gov Estado, existe portal de acesso de consulta da margem disponível e outros orgãos pode-se solicitar no RH do orgão.

A regra geral é conceder empréstimo pessoal apenas para pessoas com idade igual ou superior a 18 anos.

Alguns contra-cheques já vem designado o valor, alguns órgãos disponibilizam sistema online de consulta de margem e outros temos que calcular manualmente verificando o último contra-cheque.

Não, somente é possível a quitação total.

- UF da Conta Beneficiária : É o Estado da Unidade Mantenedora onde o Aposentado tem o benefício cadastrado. A operação só poderá ser realizada no mesmo Estado onde o benefício está cadastrado atualmente. Seu preenchimento é obrigatório, portanto é fundamental que esse dado seja informado corretamente

- Número da Agência + DV (Dígito Verificador) e Número da Conta Corrente + DV (Dígito Verificador) : Para os clientes que recebem o benefício por crédito em conta corrente, os dados informados serão comparados com a base de dados da Previdência Social, o preenchimento dos referidos campos é obrigatório. Para evitar a recusa do contrato pela DATAPREV deverá ser feita uma verificação prévia, por meio do "Detalhamento de Crédito", disponível no site da Dataprev:(http://www010.dataprev.gov.br/cws/contexto/hiscre/index.html).

 

Veja as principais perguntas (e respostas) de quem vai comprar um carro financiado.

Encontramos condições melhores nos bancos. Mas as taxas de juros podem variar, tanto nas agências dos bancos comerciais, quanto nas concessionárias. Por isso, recomendamos fazer pelo menos três simulações, inclusive no seu banco.

Sim. É recomendável quitar antecipadamente a dívida, ou antecipar parcelas sempre que possível. Basta solicitar o valor da parcela ou da dívida que deverá ser pago. Antecipando o pagamento você pagará um valor menor, pois os juros serão calculados para uma data anterior à prevista.

Sempre que atrasar TRÊS parcelas do financiamento, você corre o risco de perder o veículo. Porém, isso não acontece de uma hora para outra; você receberá uma notificação com prazo para pagamento do atraso. Com essa notificação para pagamento em mãos, você pode pagar a dívida, ou ajuizar rapidamente uma ação revisional com pedido de liminar.

Parceiros